O seu browser não suporta JavaScript! Evento online da Clínica ISPA sobre a Psicologia da Pandemia | ISPA – Instituto Universitário
PT

Evento online da Clínica ISPA sobre a Psicologia da Pandemia

Evento online da Clínica ISPA sobre a Psicologia da Pandemia
Mais de 400 participantes de todo o mundo

A Clínica ISPA convidou o reconhecido psicólogo canadiano Steven Taylor para o evento gratuito ‘A Psicologia da Pandemia’, que se realizou a 15 de fevereiro no Zoom.  A oportunidade, única para o público em geral poder interagir com uma figura de renome internacional e esclarecer dúvidas sobre um tema que tem vindo a afetar a vida de milhões de pessoas em todo o mundo, levou a que o evento chegasse a mais de 400 participantes online de vários países, entre o Zoom e o live no facebook do ISPA.

 

Com o objetivo de permitir o acesso alargado a contributo recentes e relevantes da Psicologia, desde a psicólogos e profissionais de saúde como ao público em geral, este é mais um dos eventos online gratuitos que o ISPA promove desde  março de 2020, mês assinalado pelo primeiro confinamento em Portugal.

O Prof. Steve Taylor inspirou-se no centenário da pandemia da gripe espanhola em 2017 para escrever aquilo que seria a primeira análise global e integrada dos aspectos psicológicos de uma pandemia alguma vez publicada. No livro, lançado em 2019 com o título The Psychology of Pandemics: Preparing for the Next Global Outbreak of Infectious Disease, Steven Taylor escreveu esta frase premonitória: "uma nova pandemia deverá ocorrer nos próximos anos, de consequências potencialmente devastadoras". O aparecimento do vírus SARS-COV-2 poucos meses depois, e a pandemia daí decorrente, fizeram do livro um best seller.

 

Durante cerca de uma hora, o Prof. Steve Taylor apresentou algumas das ideias que desenvolveu no seu livro The Psychology of Pandemics: preparing for the next global outbreak of infectious disease (Cambridge Scholars Publishing, 2019) e respondeu a algumas das mais prementes questões da atualidade, como por exemplo “Como é que as autoridades têm gerido a comunicação com o público? Qual o contributo que os especialistas da psicologia podem dar nessa área da comunicação? Que critérios pode o poder político seguir para manter o público alinhado com as definições de gestão da pandemia? Como compreender as teorias da conspiração e os processos negacionistas? Que impactos psicológicos se podem esperar na população após a pandemia? Como promover a adesão à vacina?”

 


 

Biografia do orador
Steven Taylor é professor e psicólogo clínico no Departamento de Psiquiatria da University of British Columbia, no Canadá. No seu trabalho de investigação e prática clínica dedica-se sobretudo a transtornos de ansiedade e condições clínicas relacionadas, incluindo: hipocondria, psicologia da pandemia, fobias e síndrome de pânico, transtorno de stress pós-traumático e transtorno obsessivo-compulsivo. Autor de mais de 300 publicações e científicas e de mais de 20 livros traduzidos em vários idiomas, Steven Taylor recebeu vários prémios pelo seu trabalho, com destaque para as distinções atribuídas pela Canadian Psychological Association, a Association for Advancement of Behavior Therapy e a Anxiety Disorders Association of America.

 

Sobre o livro (sinopse)

As pandemias são epidemias em grande escala que se espalham pelo mundo. Virologistas preveem que a próxima pandemia possa ocorrer nos próximos anos, possivelmente sob alguma forma de gripe e consequências potencialmente devastadoras. A vacinação, se disponível, e os comportamentos da população serão vitais para conter a propagação da infeção. Contudo, pouca atenção tem sido dada aos fatores psicológicos que influenciam a evolução da infeção pandémica e ao sofrimento emocional e perturbação social a ela associados. Estes fatores psicológicos são importantes por várias razões: desempenham um papel importante na não adesão aos programas de vacinação e higiene e, mais ainda, na forma como as pessoas lidam com a ameaça da infeção e com as perdas que ela acarreta. Além disso, são relevantes para compreender e gerir problemas sociais relacionados com as pandemias, como a disseminação do medo excessivo, a estigmatização e a xenofobia que ocorrem quando as pessoas são ameaçadas por uma infeção destas dimensões.

O livro oferece a primeira análise abrangente da psicologia da pandemia, descrevendo as reações psicológicas, incluindo comportamentos de inadaptação, emoções e reações defensivas, e analisando os fatores de vulnerabilidade psicológica que contribuem para a proliferação da doença e do sofrimento. Esta obra considera ainda métodos empíricos de resposta aos problemas advindos do contexto pandémico e descreve as implicações desse contexto no planeamento da saúde pública.